10 jun

FCI-Marbocote lança lubrificante que facilita a montagem de componentes plásticos e de borracha

O Grupo Renault está anunciando de forma oficial um novo centro de produção de carros elétricos no norte da França chamado ElectriCity. Para isso, fundiu as fábricas francesas de Douai, Maubeuge e Ruitz em um único complexo focado na mobilidade elétrica.

Antes da fusão, no entanto, tiveram que ser conduzidas negociações difíceis com os numerosos sindicatos locais (CFDT, CFE-CGC, CFTC, CGT, FO e SUD). Com isso, o CEO Luca de Meo agora aparentemente chegou a um acordo. O formato exato do negócio é desconhecido, mas poderia seguir a velha fórmula de “salários mais baixos para garantir empregos”.

A ElectriCity está se tornando uma das instalações de produção de veículos elétricos mais eficientes da Europa. A produção anual deve chegar a 400.000 veículos até 2025. As três fábricas receberão um sistema de gestão comum e um “modelo social” uniforme. Além disso, as operações serão modernizadas. As três fábricas têm atualmente cerca de 5.000 funcionários e 700 novos empregos serão criados até 2025.

O novo complexo de produção é parte do programa Renaulution do chefe do Grupo Renault, Luca de Meo. Segundo a Bloomberg, pouco depois que de Meo assumiu a empresa em 2020, ele enfatizou aos sindicalistas a importância de um novo carro elétrico por menos de 20.000 euros para a Renault. Ele provavelmente tinha o novo Renault 5 em mente, que deverá ser lançado em 2023.

Fonte: Inside EVs

Compartilhe