13 dez

Natal: Maligan projeta crescimento de 30% nas vendas de malas para vinhos

Produtos garantem o transporte seguro e simultâneo de até quinze garrafas

A Maligan (São Paulo, SP) projeta um crescimento de 30% nas vendas das suas malas para vinhos durante as semanas que antecedem o Natal. Localizada em São Paulo (SP), a empresa é pioneira na fabricação desses produtos no Brasil – de 2010 até hoje, forneceu mais de cinco mil unidades.

Com capacidade para o transporte de três até quinze garrafas, as malas para vinhos da Maligan garantem a movimentação segura dos rótulos mais exclusivos descobertos em viagens ao redor do mundo. São feitas de polietileno ou poliéster reforçado com fibras de vidro, ambos plásticos de engenharia presentes em peças de carros, barcos e aviões.

“A principal característica dos nossos produtos é a durabilidade. Foram projetados para resistir ao uso intensivo por décadas e, claro, às inevitáveis pancadas desferidas pelos responsáveis por manusear as bagagens nos aeroportos”, comenta Marcelo Sartore, diretor da Maligan.

De acordo com Sartore, a Maligan produz doze modelos de malas para vinhos, sendo que todos dispõem de separadores ajustáveis, o que permite acondicionar garrafas de diferentes tamanhos, além de taças. Também contam com revestimento de espuma de alta resistência e acabamento interno aveludado, enquanto as versões com maior capacidade de armazenamento são fornecidas com cantoneiras de metal e carrinho embutido.

“Ainda oferecemos vários tipos de customização, tanto das cores externas como das divisórias internas”, ele observa.

As malas para vinho da Maligan têm garantia de um ano, mais assistência técnica permanente e, a depender do problema, gratuita. Com preços de R$ 347,70 a R$ 2.151,75, podem ser adquiridas no site www.maligan.com.br.

 
Sobre a Maligan

Fundada em 1978, na cidade de São Paulo (SP), a Maligan é a maior fabricante brasileira de malas e cases especiais. Ao longo desse período, produziu mais de 100 mil malas para o transporte de equipamentos e ferramentas usadas nos setores hospitalar, industrial, comercial e de automação, entre outros. Além de fabricar dezenas de modelos de “prateleira”, a Maligan conta com um departamento dedicado exclusivamente ao desenvolvimento de produtos customizados.

Fonte: SLEA Comunicação

 

Compartilhe

Deixe seu comentário