Imprensa
Bairro dos Compósitos movimentou R$ 26 milhões
25/03/2014

Participação especial da ALMACO na Feicon possibilitou a venda de 611 casas de compósitos

A participação da Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (ALMACO) na Feicon Batimat, salão da construção civil promovido em São Paulo, na semana passada, gerou R$ 26 milhões em negócios. 
Ao longo dos cinco dias de feira, 611 casas de compósitos fabricadas pela paranaense MVC foram vendidas por R$ 17 milhões. Os R$ 9 milhões restantes referem-se às matérias-primas necessárias para construí-las, a exemplo de resinas, fibras de vidro, catalisadores e adesivos estruturais.
"A participação na Feicon superou totalmente as nossas expectativas e das empresas que nos ajudaram a criar esse novo marco na indústria dos compósitos. Trata-se de um evento dinâmico e objetivo, com uma diversificação de público bastante interessante. Acredito que todas as feiras setoriais deveriam ter esse mesmo foco na geração de negócios", afirma Gilmar Lima, presidente da ALMACO. 
O Bairro dos Compósitos contou com dezenas de itens comuns ao nosso dia a dia, como casa, escola, posto de saúde, ponto de ônibus, loja, área de lazer, caixa d'água, pia, banheira, portas e escadas. Todos produzidos por empresas brasileiras, caso da MVC, responsável pelo fornecimento da casa e da escola. Os sistemas construtivos adotados em ambas foram homologados, respectivamente, pelo Programa Minha Casa, Minha Vida e pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia do Ministério da Educação. 
"Toda a exposição foi baseada no material. Dos postes de energia, minigerador eólico e estação de tratamento de esgoto até as placas de trânsito e itens de decoração", observa Lima, lembrando que as portas internas da casa e os pilares do pátio da escola foram produzidos com resíduos de materiais compósitos. 
O Bairro dos Compósitos foi inspirado no conceito da bem-sucedida Compocity, minicidade construída pela ALMACO em 2012. 

Construção civil lidera o consumo 
As aplicações na construção civil responderam por quase a metade das 210.000 toneladas de compósitos fabricadas no Brasil em 2013. Ano passado, o setor representado pela ALMACO faturou R$ 3,250 bilhões, alta de 8,9% em comparação a 2012. Para este ano, a previsão é de crescimento de 11,5%, totalizando R$ 3,623 bilhões – consumo projetado de 216.000 toneladas (+2,9%). 
Para mais informações, acesse www.almaco.org.br

Fonte: SLEA Comunicação



 voltar Envie esta notícia    Imprimir

Outras Notícias

  ALMACO organiza seminário com foco em competitividade, inovação e comunicação (15/07/2014)
  São Paulo terá pós-graduação em materiais compósitos (24/06/2014)
  Setor de compósitos faturou R$ 850 milhões no 1ºT (04/06/2014)
  ALMACO promotes in-company courses across Latin America (10/04/2014)
  Bairro dos Compósitos movimentou R$ 26 milhões (25/03/2014)
  Faturamento do setor de compósitos cresceu 9% em 2013 (14/03/2014)
  Programa Nacional ALMACO de Reciclagem foi tema de palestra da XIII Conferência ... (27/06/2013)
  Comitê Automotivo da ALMACO fará apresentação na Fiberbus (13/06/2013)
  Joinville tem pós-graduação em materiais compósitos (06/06/2013)

Notícias Anteriores
Publicações
Galeria de Fotos
Associe-se
Pesquisa
Informe o termo ou palavra desejada e clique no botão OK para procurar no site:
Patrocínio
Apoio
ALMACO - ASSOCIAÇÃO LATINO-AMERICA DE MATERIAIS COMPÓSITOS
Av.Professor Almeida Prado, 532 Prédio 31 - Térreo Sala 1 - Cidade Universitária - CEP: 05508-901 - São Paulo - SP
Tel/Fax: +55 (11) 3719-0098 | E-mail: almaco@almaco.org.br