03 nov

Área de consórcios de máquinas agrícolas tem forte crescimento

Aquecidas no país nos últimos anos, graças a uma sequência de safras com margens positivas para os produtores, sobretudo de grãos, as vendas de máquinas agrícolas também encontram nos consórcios uma frente de negócios em expansão.

Segundo pesquisa recém-concluída pela assessoria econômica da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), em agosto, 145,9 mil agricultores ou pecuaristas participavam de algum consórcio para adquirir uma máquina, 20,8% mais que no mesmo mês de 2020 e 63,4% acima de agosto de 2015. O número representou 33,3% dos consorciados ativos no segmento de veículos pesados.

Levando-se em conta que o prazo médio desses consórcios era de 127 meses e que o crédito médio por participante chegava a R$ 353,1 mil (a taxa média de administração é de 0,1% por mês), o valor total envolvido nesses superava R$ 51 bilhões – ou mais de R$ 5 bilhões por ano.

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), as vendas domésticas no segmento agrícola somaram cerca de R$ 40 bilhões no ano passado.

Conforme a pesquisa da Abac, 48,3% dos participantes de consórcios de máquinas agrícolas em agosto eram produtores rurais pessoas físicas e 51,7% eram pessoas jurídicas. Entre as pessoas físicas, 11,4% tinham entre 18 e 30 anos, 49,5% de 31 a 45 anos e 39,1% mais que 45 anos. Do total, 88% eram agricultores e o restante, pecuaristas.

Fonte: ABAC

Compartilhe