07 jul 2021

Setores da indústria estão confiantes

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) – Resultados setoriais registrou, em junho, o segundo mês consecutivo de confiança disseminada entre toda a indústria. O indicador subiu em 29 dos 30 setores analisados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

“Essa consolidação de uma confiança mais alta, disseminada por toda a indústria, é importante, pois aponta para um segundo semestre positivo. Empresários confiantes tendem a produzir, contratar e investir mais”, explica o gerente de Análise Econômica, Marcelo Azevedo.

A confiança caiu em apenas um deles: outros equipamentos de transporte (-1,1 ponto). Mesmo assim, o índice ficou em 57,6 pontos, bem acima da linha divisória de 50 pontos.

O ICEI varia de 0 a 100. Valores acima de 50 pontos indicam confiança do empresário e quanto mais acima de 50 pontos, maior e mais disseminada é a confiança. Valores abaixo de 50 pontos indicam falta de confiança do empresário e quanto mais abaixo de 50 pontos, maior e mais disseminada é a falta de confiança.

Os setores com as maiores altas de confiança no mês de junho foram: Máquinas e materiais elétricos (+7,9 pontos); Móveis (+6,6 pontos); e Produtos de madeira (+6,4 pontos).

 

Fonte: Grandes Construções

Compartilhe
07 jul 2021

Chinesa Great Wall compra fábrica da Mercedes no Brasil

A Great Wall Motors pode finalmente estar de malas prontas para vir ao Brasil. Com planos de vender picapes e SUVs no país, a montadora chinesa teria comprado a fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP), que foi desativada em dezembro do ano passado. As informações foram divulgadas pelo jornalista Marcelo Ninio, do jornal O Globo.

De acordo com o colunista, a aquisição da fábrica paulista foi concretizada há cerca de duas semanas. Apesar de não ter sido anunciada de forma oficial pela Great Wall, uma publicação interna da montadora do dia 25 de junho explica os detalhes internos da unidade fabril e que a linha de montagem local estaria dentro dos padrões necessários para a produção de carros da empresa.

A publicação não comenta detalhes como as condições de negociação ou quais modelos serão produzidos pela Great Wall no Brasil. No entanto, rumores indicam que a montadora chinesa pretende oferecer inicialmente o SUV médio Haval H6 e a picape média Poer, que foi registrada no país em 2020. A princípio, ambos os modelos chegariam ao país importados, sendo produzidos localmente pouco tempo depois.

Com planos de vender 4 milhões de carros em 2025, a Great Wall tem planos de expansão global. Além da fábrica brasileira da Mercedes, a montadora chinesa também adquiriu recentemente uma fábrica da General Motors na Tailândia e negocia a compra de uma outra unidade fabril do grupo americano na Índia. Além disso, a Great Wall também produz carros na Rússia desde 2019. A Great Wall atua através das submarcas Haval (SUVs), Ora (carros elétricos), Great Wall Motors Pickup (picapes) e a divisão de luxo Wey.

Fonte: Terra

Compartilhe
07 jul 2021

Recordes de geração de energia eólica seriam suficientes para abastecer mais de 90% da demanda elétrica no Nordeste

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou na última sexta-feira, 2 de julho, novos recordes de geração eólica média e instantânea. Os ventos alcançaram um pico (geração instantânea), às 22h45, produzindo 11.354 MW, montante suficiente para abastecer a 97,1% de toda a região Nordeste no minuto do recorde. A geração média atingiu a marca inédita de 9.707 MW médios, valor capaz de atender a 91,9% da demanda da região no dia.

O último recorde da fonte foi identificado em 28 de junho, quando a geração instantânea foi de 10.856 MW. Já o recorde anterior de geração média foi registrado em 8 de abril, quando foram produzidos 9.257 MW médios.

De acordo com dados de julho, a energia eólica hoje representa 10,7% da matriz elétrica brasileira e a expectativa é que chegue ao fim de 2025 atingindo 13,2%.

Fonte: TN Petróleo

Compartilhe
07 jul 2021

Venda de implementos cresce 41,5% no primeiro trimestre de 2021

A venda de implementos rodoviários está em alta no Brasil em 2021. No acumulado de janeiro a março, o setor vendeu 35.883 unidades. Ou seja, houve crescimento de 41,5% na comparação com igual período em 2020. As informações são da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir).

No primeiro trimestre de 2020, a venda de implementos somou 25.351 unidades. Segundo o presidente da Anfir, Noberto Fabris, o resultado de 2021 mostra que os negócios estão de consolidando.

Ou seja, as interrupções de produção não prejudicaram a indústria. As fabricantes pararam as linhas para conter a disseminação da covid-19. Como resultado, não houve impacto na venda de implementos no primeiro trimestre de 2021.

Fonte: O Estado de São Paulo

Compartilhe

© 2017 ALMACO. Todos os direitos reservados.

Click Me