31 mar

Volvo e Marcopolo exportam 30 ônibus urbanos para a Guatemala

A Volvo Buses e a Marcopolo anunciaram na terça-feira, 30, que realizaram o embarque de 30 ônibus urbanos para a Guatemala. Trata-se da primeira negociação das duas fabricantes com a prefeitura de Santa Catarina Pinula, município localizado na região metropolitana da Cidade de Guatemala, e visa compor a frota que será usada no novo corredor do Transpinula, serviço de transporte público da cidade, que vai se integrar a uma linha de BRT da capital guatemalteca, proporcionando mais rapidez, conforto e segurança aos usuários. Todos os veículos têm chassi Volvo B270F, com motor Euro 5 de 270 cavalos e alto torque, enquanto a carroceria é Marcopolo Torino.

“Este novo fornecimento é muito importante, pois representa a primeira venda da Marcopolo para essa cidade da Guatemala e reforça a nossa presença na América Central”, afirmou André Vidal Armaganijan, diretor de operações internacionais e comerciais da Marcopolo. “As exportações foram prejudicadas pela pandemia no ano passado e seguem em ritmo abaixo dos volumes históricos, mas acreditamos que, gradativamente, vamos retomar as vendas para as Américas de forma geral e África”, completou.

“A inauguração do corredor é o primeiro passo para um novo sistema de transportes em Santa Catarina Pinula. Vencer a licitação, fornecer com exclusividade os ônibus e participar do começo dessa transformação é muito relevante para a Volvo, uma marca que tem longa tradição e experiência em sistemas integrados de transporte de passageiros”, declarou Alexandre Selski, diretor de vendas estratégicas da Volvo Buses na América Latina.

Os novos ônibus têm 11,5 metros de comprimento, capacidade para 62 passageiros, sendo 33 sentadas e sistema inteligente de renovação do ar CityVent, além de itens de soluções Biosafe, da Marcopolo, como pega-mãos com material antimicrobiano e dispenser de álcool em gel junto à porta dianteira. Para maior segurança, os veículos também possuem quatro câmeras de monitoramente externo e interno.

Fonte: Automotive Business

Compartilhe