11 fev

Braskem: carbono neutro até 2050

O ano de 2020 ficará marcado na história como aquele em que a humanidade recebeu um brutal choque de realidade. A espécie se deu conta da própria fragilidade na guerra travada contra o coronavírus. Um ponto positivo que pode ser pinçado da pandemia: cada vez mais cidadãos e mais empresas reconhecem a importância de seguir as melhores práticas ligadas à vida em sociedade e à preservação do meio ambiente.

Ciente de sua relevância nesse cenário, a Braskem, uma das maiores empresas do setor petroquímico no mundo, se apresenta como corresponsável do desenvolvimento sustentável na indústria do plástico. E anunciou seu compromisso de neutralizar suas emissões de carbono até 2050.

Faz parte desse círculo virtuoso o investimento no desenvolvimento de matéria-prima de fontes renováveis, como o polietileno I’m green™ bio-based, criado há dez anos a partir da cana-de-açúcar. A solução faz parte do portfólio de novos produtos da Braskem, que foi ampliado com produtos feitos de resina pós-consumo – plástico reciclado (I’m green™ recycled).

Além disso, a Braskem tem como meta ampliar o portfólio I’m green™ para incluir, até 2025, 300 mil toneladas de resinas termoplásticas e produtos químicos fabricados com conteúdo reciclado; e, até 2030, 1 milhão de toneladas desses produtos. Todos esses compromissos e iniciativas da Braskem estão com a Agenda 2030 da ONU e seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), bem como com o Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas.

Fonte: Forbes

Compartilhe