24 fev 2021

FCI desenvolve revestimento anticorrosivo próprio para o contato com água potável

Barueri (SP) – A FCI, empresa especializada na fabricação de desmoldantes e produtos anticorrosivos, lançou um revestimento próprio para tanques que armazenam água potável. Denominado Ycon CS Acqua, o produto foi desenvolvido a pedido da Vantare, fabricante de reservatórios modulares de compósitos – material também conhecido como plástico reforçado com fibras de vidro (PRFV).

Renato Ferrara, gerente técnico da FCI, explica que o Ycon CS Acqua possui o Laudo de Inocuidade, conforme exigência da Portaria de Consolidação nº 5, do Ministério da Saúde. “Os testes foram conduzidos pela Newtech, laboratório acreditado pelo INMETRO, e a aprovação se deu logo na primeira rodada de ensaios”, observa.

À base de resina isoftálica, a novidade da FCI caracteriza-se pelos elevados índices de resistência (mecânica e química), aderência e elasticidade. “Depois de aplicado, o Ycon CS Acqua promove um filme de alta espessura e totalmente inerte em contato com a água”, detalha, lembrando que o produto é ideal para a proteção não só de substratos de compósitos, mas também de concreto, aço-carbono e aço inox.

Para Arnaldo Gatto, diretor da Vantare, a novidade da FCI atendeu plenamente às suas expectativas, sobretudo no que se refere à resistência à abrasão e ao dobramento.

“Não ocorreram trincas ou quebras da película, problemas relativamente comuns quando se trata de um revestimento desse tipo. Outro ponto positivo ficou por conta da extrema facilidade de aplicação, com ótima tixotropia”. Em linhas gerais, tixotropia é o fenômeno relacionado a um líquido cuja viscosidade diminui por agitação e aumenta em repouso.

Pioneira na fabricação de tanques de compósitos modulares, a Vantare aplicou 0,5 mm de Ycon CS Acqua nas faces internas das placas de um reservatório de 12 m de diâmetro, 12 m de altura e capacidade para armazenar 1.400 m³ de água potável. Por serem modulares – as placas de compósitos são fabricadas pelo processo de infusão –, os reservatórios da Vantare superam os equivalentes de aço vitrificado, pois não corroem, são mais leves e, portanto, mais fáceis de transportar, e têm custo inferior, uma vez que a produção é 100% local.

Sobre a FCI


Situada em Barueri (SP), a FCI é uma empresa especializada na fabricação de desmoldantes semipermanentes e produtos anticorrosivos, bem como no fornecimento de adesivos estruturais. São especialidades químicas consumidas por indústrias que processam diversos tipos de materiais, com destaque para borracha, metal, pneumáticos, compósitos e termoplástico. Para saber mais, acesse
www.fci.ind.br.  

FONTE: SLEA Comunicação

Compartilhe
24 fev 2021

Cenibra estabelece recorde de produção de celulose

A Celulose Nipo-Brasileira S.A. (Cenibra), de Belo Oriente/MG, estabeleceu em 2020 novo recorde anual de produção, conforme informou o Diretor Industrial e Florestal da Empresa, Júlio César Tôrres Ribeiro.

— Fechamos o ano de 2020 com uma produção anual de 1.273.282 toneladas, sendo 50.394 toneladas acima do valor orçado, estabelecendo um novo recorde de produção anual. A magnitude do recorde foi amplificada pela não execução da Parada Geral no ano de 2020. Porém, descontando a produção dos dias de Parada, ainda teríamos superado o recorde anterior em mais de 13 mil toneladas —explicou.

Mais importante do que o recorde foi a dedicação e o engajamento dos empregados e prestadores de serviço que, suportados pela criação e adoção de um rígido protocolo de prevenção à Covid-19, mantiveram a estabilidade da produção ao longo do ano, apesar de todos os desafios impostos pela pandemia.

Segundo Júlio, as medidas de enfrentamento à pandemia proporcionaram condições adequadas para o trabalho e, em momento algum, houve interrupção dos processos produtivos. — O sucesso na prevenção, no controle e na mitigação dos impactos inerentes ao novo coronavírus decorreu de um trabalho que teve como foco o bem-estar humano. Desde o início, a Cenibra forneceu aos empregados, familiares e parceiros informações precisas, equipamentos adequados e assistência profissional, o que garantiu a plena produtividade de suas operações —enfatizou.

Fonte: Portal Fator Brasil

Compartilhe
24 fev 2021

Aeris fecha acordo para fornecer pás eólicas para Siemens por R$ 3 bi

A Aeris (AERI3) fechou contrato para fornecer pás eólicas para Siemens Gamesa, com equivalente a 3,8 gigawatts de potência, pelo valor de R$ 3 bilhões, mostra documento enviado ao mercado nesta terça-feira (23). O contrato deverá vigorar até meados de 2025.

A negociação com a Siemens Gamesa havia sido antecipada pela Aeris em fato relevante publicado em meados de janeiro. À época, a empresa projetava um acordo de 2,5 bilhões de reais, com vigência até 2024 e equipamentos de 3,3 GW.

“A companhia acredita que a celebração do contrato, além de representar relevante fator para o aumento de sua receita, tem um importante caráter estratégico no contexto da consolidação da sua atuação no mercado externo, reforçando o processo de crescimento e expansão de seus negócios”, afirma a empresa no comunicado.

Fonte: Money Times

 

Compartilhe
24 fev 2021

Embraer entrega primeiro jato Praetor 500 no Brasil

O primeiro Praetor 500 brasileiro foi entregue pela Embraer recentemente. O modelo é uma evolução direta do Legacy 450, oferecendo melhorias de desempenho e cabine.

Ainda que tenha diversas unidades voando no mundo, a entrega no Brasil ocorreu apenas este mês, visto a fila de entregas e acertos nos prazos feito por diversos clientes, especialmente após a pandemia.

O Praetor 500 é atualmente o jato executivo de médio porte mais veloz da categoria, com e alcance de 3.340 nm (6.186 km), com quatro passageiros e reservas IFR da NBAA. O avião é capaz de voar direto de São Paulo a San Juan, em Porto Rico, ou Manaus a Nova York (EUA), podendo ainda viajar entre Natal e Lisboa.

Fonte: Aero Magazine

Compartilhe
24 fev 2021

Gladiador II adquirido para equipar o BOPE da Polícia Militar de Rondônia

O Grupo Inbrafiltro, fabricante do blindado 4×4 Gladiador II, recebeu em suas instalações em Mauá, São Paulo, a visita do Secretário de Segurança Pública do Estado de Rondônia, José Hélio Pachá, e do Comandante Geral da Polícia Militar de Rondônia, coronel PM Alexandre Luís de Freitas Almeida.

Na ocasião, as autoridades conheceram de perto o novo blindado destinado ao Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar de Rondônia, o Gladiador II, que assim registra sua primeira venda no mercado interno de forças de segurança públicas.

Em vídeo postado na conta do Instagram da PMRO, Pachá e Almeida apresentaram a sociedade rondoniense o Gladiador II (erroneamente chamado por Pachá de Predador II) e agradecem ao Governador do Estado de Rondônia, Coronel Marcos Rocha, pela aquisição, destinada a Polícia Militar de Rondônia.

Ainda não foram divulgados detalhes como a quantidade de blindados adquiridos, prazos de entrega e configuração dos veículos.

Gladiador II apresenta as seguintes características técnicas padrão: motor de 186 cv, câmbio automático de seis velocidades e tração integral 4×4, além de proteção balística norma NATO STANAG 4569 nível 2 e proteção contra explosivos (mesma norma) nível 2a.

Viatura multitarefa blindada, totalmente desenvolvida e projetada no Brasil pelo Grupo INBRA com financiamento do FINEP (Financiadora de Inovação e Pesquisa), criada para atender aos requisitos do Exercito Brasileiro, juntamente com consulta às Forças Policiais.

Fonte: Grupo Inbra

Compartilhe
24 fev 2021

Jorge Nasseh publica novo livro sobre processo de infusão a vácuo

Jorge Nasseh, respeitado autor de diversos artigos técnicos e livros no ramo da engenharia de materiais compostos, está lançando a primeira edição do livro “Processo de Infusão a Vácuo em Composites”.

O autor traz, em mais de 400 páginas, décadas de experiência e prática na engenharia dos materiais compostos e muitos casos de sucesso durante os mais de 30 anos de atuação no setor. Segundo o autor: “Existe uma diferença entre conhecer um assunto e compreendê-lo. Você pode conhecer física sendo competente em resolver equações matemáticas para solucionar problemas de engenharia e ainda assim não conseguir ter um entendimento profundo das razões de como a natureza dos materiais funcionam.”

Jorge Nasseh disserta detalhes da mecânica dos materiais para construção de laminados fabricados com auxílio de pressão, simulações computacionais e estratégias de infusão além de testes e cálculo da permeabilidade. A primeira edição deste volume é precedida por dois prefácios: o primeiro, escrito pelo Dr. Scott Beckwitt (Diretor Técnico Global SAMPE) e o segundo por Marcio Sandri (Presidente Global da Owens Corning).

De acordo com o Dr. Scott: “É com muito prazer que fui convidado a escrever o Prefácio do mais recente livro de Jorge Nasseh sobre infusão a vácuo. Jorge tem uma longa história de publicações sobre a teoria e prática de grandes estruturas em composites. Desde 2000 tem publicado uma extensa literatura, produzindo um material muito útil e extremamente prático em relação à tecnologia de infusão a vácuo.”

Marcio Sandri também acrescenta: “Este último livro do Jorge é uma “pièce de résistance”, que consumiu tempo e dedicação para ser uma dissertação detalhada e muito útil sobre a infusão como um processo que domina a fabricação de pás eólicas, estruturas navais e aeroespaciais de alto desempenho e muitos outros equipamentos tipicamente caracterizados por dimensões significativas e responsabilidades críticas de uso.

Jorge Nasseh também é autor de Manual de Construção de Barcos, Métodos Avançados de Construção em Composites e Técnica e Prática da Laminação em Composites, todos escritos em português do Brasil.

Cópias do livro estão disponíveis na e-composites (https://bit.ly/3bxa3Yf)  o e-book já se encontra na Loja Kindle (https://amzn.to/3d4mBZs). A prévia do livro pode ser acessada através do Google Books (https://bit.ly/3aIIj3D).

Fonte: Barracuda

Compartilhe
24 fev 2021

Resinas da INEOS são ideais para a fabricação de vergalhões de compósitos

Ainda pouco usuais no Brasil, os vergalhões (rebars) de compósitos ou plástico reforçado com fibras de vidro (PRFV) têm sido a resposta mais efetiva das construtoras internacionais aos ataques às estruturas de concreto. O crescente aumento do tráfego em estradas e os eventos climáticos extremos e repentinos, que resultam em inundações, provocam rachaduras no concreto. Esses espaços possibilitam a entrada de água, que corrói o vergalhão de aço e enfraquece a estrutura, podendo colapsá-la.

“A situação é mais crítica em regiões litorâneas ou onde neva, pois o sal jogado nas ruas para derreter o gelo aumenta a velocidade da corrosão”, observa Alexandre Jorge, gerente de produtos e vendas da INEOS Composites. A empresa é líder global em resinas para compósitos, entre elas, as do tipo epóxi éster-vinílicas Derakane™ 411 e Hetron™ 922, ambas indicadas para a fabricação de vergalhões por causa da maior resistência à alcalinidade do concreto, entre outros fatores.

Imunes à corrosão, os vergalhões de PRFV feitos com resinas Derakane™ 411 ou Hetron™ 922 despontaram, então, como a melhor saída para o problema. Mas a resistência química não é a única vantagem. A leveza típica do material – um vergalhão de compósitos pesa 25% do seu correspondente metálico – reduz o tempo e as despesas com a instalação. Destaque também para a facilidade de corte do vergalhão de PRFV, associada à resistência à tração até duas vezes maior que a do aço e aos baixos índices de condutividade térmica e de dilatação.

Os vergalhões de compósitos ainda se diferenciam graças a algumas propriedades particulares do material, caso da transparência eletromagnética, vital para a construção de espaços onde serão instalados equipamentos como radares e aparelhos de ressonância.

No Brasil, a pioneira na fabricação desses vergalhões é a Stratus Compostos Estruturais, de São José dos Campos (SP). Marcos Lima, gerente de negócios da empresa, lembra que o primeiro desenvolvimento ocorreu em 2006, a partir de uma solicitação de uma grande empreiteira local. “Os vergalhões fizeram parte de um pacote para a construção de mais de duas mil casas populares na Guatemala”.

Lima salienta que a Stratus também é a primeira empresa do país a fabricar armaduras de PRFV, estruturas formadas por vergalhões, estribos e contraventamentos – são aplicadas em paredes diafragmas comuns em obras de túneis de metrôs.

“Também fazem parte do nosso portfólio diversos fornecimentos de vergalhões para a construção de praças de pedágios. Nesse caso, o produto foi indicado pela combinação de resistência mecânica e transparência eletromagnética”, explica.

Normatização

Na opinião do gerente de negócios da Stratus, um dos maiores entraves para a evolução dos vergalhões de PRFV no país é a ausência de uma norma publicada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), nos mesmos moldes que acontece nos EUA, com a regulamentação da ACI-440 (American Concrete Institute). “Trata-se de um ponto importante em relação à segurança técnica e jurídica para a aplicação desse tipo de vergalhão no Brasil”.

Fonte: SLEA Comunicação

Compartilhe
18 fev 2021

Lançamento de imóveis em SP encerra 2020 com alta de 380,7%

Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), apurou que 8.799 unidades residenciais novas foram comercializadas em dezembro de 2020 na capital paulista, mantendo o ritmo de retomada do setor. O valor é 103,2% maior do que o registrado no mês anterior, quando as vendas alcançaram 4.331 mil unidades, e 26,1% acima das vendas de dezembro de 2019 (6.980 unidades).
No acumulado de 2020, as vendas totalizaram 51.417 unidades comercializadas, um crescimento de 4,5% em relação ao período anterior (49.224 unidades).
Os destaques de vendas do ano foram os imóveis de 2 dormitórios, com área útil entre 35 m² e 45 m² e preços de até R$ 240 mil.

Com relação aos lançamentos de imóveis, a pesquisa apontou que a cidade de São Paulo registrou, em dezembro, o lançamento de 22.584 unidades residenciais, valor 380,7% superior ao apurado em novembro (4.698 unidades) e 77,8% maior que dezembro de 2019 (12.703 unidades).
Em 2020, os lançamentos somaram 59.978 unidades, 8,2% inferior às 65.312 unidades lançadas no mesmo período anterior.
Também foi registrado o crescimento na oferta final de imóveis. O mês de dezembro de 2020 terminou com 46.948 unidades disponíveis para venda, o equivalente a 11 meses, considerando-se a média de comercialização do ano.

Fonte: AECWeb

Compartilhe
18 fev 2021

Produção, vendas internas e demanda dos produtos químicos de uso industrial crescem em 2020

Os principais índices que medem o desempenho da indústria química cresceram em 2020 na comparação com o ano anterior. A produção teve elevação de 0,12%, as vendas internas subiram 1,71% e a demanda, medida pelo consumo aparente nacional (CAN), resultado da soma da produção mais importação excetuando-se as exportações, cresceu 10,9%, segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria Química – Abiquim. Já a utilização da capacidade instalada ficou em 72%, dois pontos acima do patamar do ano anterior, mas ainda revelando uma ociosidade elevada, de 28%.

No entanto, preocupa o setor o crescimento das importações, que em volume cresceram 17,9%, na comparação com 2019, e os produtos importados passaram a ocupar 46% da demanda interna. Em 2006, as importações tinham peso de 21% sobre o volume de demanda interna e, no início da série, em 1990, de apenas 7%. Já o volume de exportações recuou 15,8% em 2020, “isso evidencia a prioridade que foi dada ao atendimento do mercado interno durante o período de turbulência por conta da pandemia”, explica a diretora de Economia e Estatística da Abiquim, Fátima Giovanna Coviello Ferreira.

Fonte: ConstruChemical

 

Compartilhe
18 fev 2021

SpaceX, de Elon Musk, recebe investimento de US$ 850 milhões

A SpaceX, do presidente da Tesla, Elon Musk, concluiu uma rodada de captação de US$ 850 milhões, o que elevou sua avaliação para cerca de US$ 74 bilhões na semana passada, informou a emissora CNBC ontem (17), ao citar pessoas familiarizadas com o assunto.

A SpaceX levantou os fundos a US$ 419 por ação e a última rodada de financiamento representa um salto de cerca de 60% na avaliação da empresa em relação ao aumento anterior, que a avaliava em US$ 46 bilhões. A empresa captou US$ 1,9 bilhão em agosto em sua maior rodada, de acordo com dados da PitchBook.

Um protótipo do foguete Starship da SpaceX, o SN9, explodiu no início deste mês durante uma tentativa de pouso após um lançamento de teste em uma repetição de um acidente que destruiu um foguete de teste anterior.

O protótipo Starship SN9 foi um modelo de teste do foguete de carga pesada que está sendo desenvolvido pela empresa para transportar humanos e 100 toneladas de carga em futuras missões à Lua e a Marte.

Fonte: Forbes

Compartilhe

© 2017 ALMACO. Todos os direitos reservados.

Click Me