13 dez

Setor de compósitos conhece os vencedores do Top of Mind 2019

Setor de compósitos conhece os vencedores do Top of Mind 2019
Cerimônia de premiação aconteceu ontem, no IPT, em São Paulo

 

São Paulo (SP) – Os representantes das principais empresas do setor brasileiro de compósitos participaram ontem, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), em São Paulo, da cerimônia de premiação do Top of Mind da Indústria de Compósitos 2019. Promovido pela Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (ALMACO), o Top of Mind é o principal prêmio da cadeia produtiva desse tipo de plástico de alta performance.

A edição deste ano computou cerca de cinco mil votos, distribuídos em 26 categorias – a Destaque Business Research foi a empresa responsável pela pesquisa.

Antes da entrega dos troféus, Adhemar Cabral, artista plástico internacionalmente conhecido por suas réplicas automotivas, apresentou a palestra intitulada “Construtor de Sonhos”.

Confira, a seguir, a relação dos vencedores e os percentuais de votos obtidos por cada um.

Resina Poliéster: INEOS (25,68%)

Resina Epóxi: Olin (20,77%)
Resina Éster-Vinílica: INEOS (36,76%)

Resina de Poliuretano: Purcom (29,1%)
Fibras de vidro: Owens Corning (65,26%)
Fibras de carbono: Texiglass (39,87%)
Adesivos: LORD (45,14%)
Catalisadores: Nouryon (38,92%)

Gelcoat: Polynt-Reichhold (14,79%)
Composto de moldagem: LyondellBasell (29,38%)
Desmoldante: Redelease (31,65%)

Aditivo: BYK (36,18%)

Processos manuais (spray-up e hand lay-up): Marcopolo (11,05%)
RTM: Tecnofibras (17,32%)

SMC: LyondellBasell (23,12%)
BMC: LyondellBasell (42,50%)

Pultrusão: Cogumelo (20,99%)

Infusão: Barracuda (11,25%)

Enrolamento Filamentar: Petrofisa (18,60%)

Laminação contínua: Fibralit (29,31%)

Fabricante de moldes: Bruno Moldes (29,08%)
Fabricante de tecidos de reforços: Texiglass (28,57%)
Equipamentos: Fibermaq (55,90%)
Distribuidor: Redelease (31,82%)
Inovação: Owens Corning (17,28%)
Indústria de compósitos: Owens Corning (16,75%)

Resultantes da combinação entre polímeros e reforços – por exemplo, fibras de vidro –, os compósitos são conhecidos pelos elevados índices de resistência mecânica e química, bem como pela versatilidade. Há mais de 50 mil aplicações catalogadas em todo o mundo, de tanques, tubos e pás eólicas a peças de barcos, ônibus e aviões.

Fundada em 1981, a ALMACO tem como missão representar, promover e fortalecer o desenvolvimento sustentável do mercado de compósitos. Com administração central no Brasil e sedes regionais no Chile, Argentina e Colômbia, a ALMACO tem cerca de 400 associados (empresas, entidades e estudantes) e mantém, em conjunto com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), o Centro de Tecnologia em Compósitos (CETECOM), o maior do gênero na América Latina.

Para mais informações, acesse www.almaco.org.br

Compartilhe

Deixe seu comentário