15 ago

Gigante dos mares, maior hélice de turbina eólica do mundo fará o Morro da Urca e arranha-céu de São Paulo ficarem pequenos!

Projetada pela divisão de energia renovável da GE, a turbina Haliade-X 12 MW será gigante, tanto em tamanho quanto em capacidade de geração de energia. Maior do que o Morro da Urca, no Rio de Janeiro e do que o Edifício Farol Santander, um dos ícones de São Paulo, uma única turbina dessas será capaz gerar 67 GWh anualmente, energia que garante o abastecimento de 16 mil residências. Com 23 turbinas dessa daria para suprir um ano inteiro uma cidade como Vitória, Capital do Espírito Santo, com cerca de 350mil pessoas.
Esse rotor de 220 metros tem uma área de 38.000 m2, equivalente ao tamanho de 3 campos de futebol, possibilitando que a turbina fique menos sensível às variações da velocidade do vento, aumentando a previsibilidade e a capacidade de gerar mais energia em baixas velocidades do vento.
Em relação ao recurso eólico offshore, uma das vantagens é que, fora da costa, onde não há obstruções de terrenos e edifícios, os ventos costumam ter velocidade e constância superiores, o que implica em uma maior geração de eletricidade. Além disso, o Brasil, que possui As vantagens do aproveitamento eólico offshore também se deve a possibilidade de instalação próxima aos centros de carga, tendo em vista que grande parte da população brasileira reside próxima da costa.

Algumas características do conjunto em números:

• Altura: 260 metros
• Rotor: 220 metros
• Área do rotor: 38.000m2
• Hélices: 107 metros (cada)
• Geração de energia: capacidade de 12 MW, 67 GWh/ano— considerando um fator de capacidade de 63%, compatível com a qualidade dos ventos da costa brasileira.

Um dos objetivos do aumento do tamanho das turbinas é reduzir o custo niv
elado da energia (LCOE), tornando-a a fonte mais competitiva. A GE pretende comercializá-la a partir de 2021. Será que veremos uma dessas no Brasil? Vento na costa brasileira é o que não falta…
Saiba mais em:
https://www.ge.com/renewableenergy/wind-energy/offshore-wind/haliade-x-offshore-turbine

Fonte: GE

Compartilhe

Deixe seu comentário