23 ago

Maligan lança soft case para equipamentos médicos

Feito sob medida, produto conta com estrutura de material presente nos carros de F1

Referência na fabricação de malas e cases especiais, a Maligan acaba de lançar um soft case voltado ao acondicionamento e transporte de equipamentos médicos. Diferente dos produtos similares hoje encontrados no mercado, a novidade da Maligan conta com uma estrutura rígida de compósitos, um plástico de engenharia presente, por exemplo, nos carros de F1.

“Trata-se de um material que combina elevados índices de resistência mecânica e leveza, características ideais quando se procura um case”, afirma Marcelo Sartore, diretor da Maligan.

Outro diferencial do lançamento é o corte a laser das espumas de polietileno expandido aplicadas no interior do produto. “São todas feitas sob medida para acondicionar de forma segura qualquer tipo de equipamento médico, a exemplo de endoscópios, pinças de laparoscopia, ultrassons e conjuntos urológicos”. A propósito, segurança é mais do que vital no transporte desses itens, cujos preços ultrapassam facilmente a casa dos R$ 100 mil.

Ainda internamente, o soft case da Maligan dispõe de acabamento em EVA e manta perfilada (“caixa de ovo”) de poliuretano. Por fora, couro ecológico e fechamento com zíper reforçado. “Além de médicos, instrumentadores e profissionais da área de saúde em geral, empresas especializadas na locação de equipamentos fazem parte do público-alvo do nosso soft case’”, conclui.

Para mais informações, acesse www.maligan.com.br.

Sobre a Maligan

Fundada em 1978, na cidade de São Paulo (SP), a Maligan é a maior fabricante brasileira de malas e cases especiais. Ao longo desse período, produziu mais de 100 mil malas para o transporte de equipamentos e ferramentas usadas nos setores hospitalar, industrial, comercial e de automação, entre outros. Em paralelo à fabricação de dezenas de modelos de “prateleira”, a Maligan conta com um departamento dedicado exclusivamente ao desenvolvimento de produtos customizados.

 

Fonte: SLEA Comunicação

Compartilhe

Deixe seu comentário