09 ago

ALMACO organiza evento na Petrobras

Encontro sobre pultrusão acontece no próximo dia 23, na sede do CENPES

No próximo dia 23, a Associação Latino-Americana de Materiais Compósitos (ALMACO) promove o evento “Pultrusão – Inovações, Soluções e Tendências”, na sede do Centro de Pesquisas da Petrobras (CENPES), no Rio de Janeiro (RJ). Tradução de “pultrusion”, pultrusão é o nome do processo usado para a fabricação de perfis e tubos de compósitos, um tipo de plástico de alta performance presente em plataformas on e offshore de prospecção de petróleo.

“O objetivo do encontro é reforçar os benefícios da utilização dos compósitos pultrudados, mostrar a sua adequação às normas técnicas e detalhar alguns casos globais de aplicações semelhantes às que a Petrobras necessita”, afirma Erika Bernardino, gestora da ALMACO. A Petrobras é uma tradicional consumidora de perfis pultrudados na forma de grades de piso, corrimões e guarda-corpos, mas há diversos outros usos catalogados em todo o mundo, como tubulações especiais e postes, por exemplo.

Em linhas gerais, o evento da ALMACO será composto por seis palestras apresentadas por especialistas em matérias-primas usadas na fabricação de compósitos pultrudados, entre elas, resinas, reforços (fibras de vidro e carbono) e adesivos estruturais. É esperada a participação – in loco e por videoconferência – de cerca de 50 engenheiros, especificadores e gestores de diversas unidades da Petrobras.

“Será uma excelente oportunidade para divulgarmos os materiais compósitos e, ao mesmo tempo, conhecermos em detalhes as demandas da Petrobras quando o assunto é pultrusão”, completa a gestora da ALMACO.

Sobre a ALMACO

Fundada em 1981, a ALMACO tem como missão representar, promover e fortalecer o desenvolvimento sustentável do mercado de compósitos. Com administração central no Brasil e sedes regionais no Chile, Argentina e Colômbia, a ALMACO tem cerca de 400 associados (empresas, entidades e estudantes) e mantém, em conjunto com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), o Centro de Tecnologia em Compósitos (CETECOM), o maior do gênero na América Latina.

Resultantes da combinação entre polímeros e reforços – por exemplo, fibras de vidro –, os compósitos são conhecidos pelos elevados índices de resistência mecânica e química, associados à liberdade de design. Há mais de 50 mil aplicações catalogadas em todo o mundo, de caixas d’água, tubos e pás eólicas a peças de barcos, ônibus, trens e aviões.

Para mais informações, acesse www.almaco.org.br

 

Fonte: SLEA Comunicação

Compartilhe

Deixe seu comentário